Strawberry World: [Inglaterra] Londres - Strawberry World

Ir para

  • (2 Páginas)
  • +
  • 1
  • 2
  • Novo tópico
  • Responder

[Inglaterra] Londres

#21 Membro offline   Annabelly Finningan

  • Annabelly Walker Finningan
  • Ícone
  • Gender:Male
  • 828
  • Cargo:Secretária das Ministra / Ministério

Ícone  Postou 18 dezembro 2008 - 12:33

Uma jovem de cabelos claros e olhos bem azuis era a bela Annabelly Walker Finningan de apenas 21 anos de idade, mas mostrara desde cedo seus talentos como secretária de varios chefes de setores, seu ultimo chefe foi o Juiz Chefe da Suprema Corte dos Bruxos Italiana, Dominic Giorgino Salone. Ele havia recomendado para que ela fosse a nova secretária da nova Ministra, aproveitando a morte da jovem secretária de forma desconhecida.

No dia marcado, 1º de Setembro de 2008, ela vestia um lindo ºterninhoº feminino preto e bem discreto, por baixo uma blusa branca, mas mãos uma bolsinha que sempre carregava consigo, aprendera um feitiço que fazia a bolsa espandir o quanto deseja-se isso lhe fora bem util. As 11:30 ela deveria encontrar-se com a Ministra. Ela chegara quase 11 da manha, mas esperara que te todos tivessem saido para que pudesse entrar na plantaforma e assim pode conversar com a mulher. Ao longe ela analizava a mulher cuidadosamente. Assim que a hora chegara ela se aproxima. A mulher era jovem, tinha um porte fisico perfeito e uma feição bem tranquila e bela. Enquanto a mesma falava algumas coisas para Annabelly, assim que terminara a mulher sorriu para a Ministra.

- Buon Giorno Ministra. - falou a jovem - Sou Annabelly Walker Finningan, sua nova secretária, como sabe vou substituir a falecida Clarrisse MontBlanc, e peço desculpas se quando ouve a morte mandei em vosso nome condolencia pela morte da garota e também um aranjo de flores. - falou ela desculpando-se por ter feito aquilo. - Senhora desculpa atrapalhar, mas a Senhora tem um compromisso ao Meio dia na Alemã, um almoço com o Ministro Alemão. - falou ela pegando uma agenda e olhando os afazeres de hoje. - Alem de que as 15 horas a senhora tem que ler e assinar alguns papeis e olhar a lista de novos membros para o ministério. - falou ela analizando. - Tudo esta preparado e organizado precisa apenas que a Senhora leia e veja se a pessoa é qualificada. Quando a Viagem tudo foi arrumado. - falou fechando a agenda e olhando para a mulher, havia falado demais, mas era melhor assim do que ficar calada esperando suas hordens, pois tinha que mostrar eficiencia no primeiro dia.
Imagem
0

#22 Membro offline   Angel D'Angelys

  • Angel Manini D'Angelys
  • Ícone
  • Gender:Female
  • Location:Lunare Villagio - Itália
  • 2
  • Cargo:Ministra da Magia Italiana // Guardiã do Templo de Cronos

Ícone  Postou 18 dezembro 2008 - 10:08

Angel assim que vira a competencia da garota somente batera uma leve palma em aprovaçção ela observava a todo os movimentos da garota. Então naquele momento. Assim que a mesma terminara de falar.

Muito bem cara Annabelly Walker Finningan, a senhorita passou e esta aceita como minha secretária, que deve sempre saber todos meus compromissos e me ajudar quando necessário em coisas particulares, que por sinal ser reminera pelos extras que tera que fazer. - falou ela para a jovem. - Bom querida so lhe peço uma coisa, me chame de Ministra ou Angel, nunca me chame de senhora, senhora era minha adorada falecida avó. - falou sorrindo. - Agora vamos, estamos super atrasadas. - falou saindo da estação junto a mulher e indo para um de seus primeiros compromissos.




[off: posts atemporais do dia 1º de setembro de 2008]
Imagem
Imagem
[Contos D'Angelys] ["Chiaro di Luna"] [Vivere la vita]
Nyo... quero a minha cama..... -.-'', by mim...

Imagem

Eu, Angel, Declaro que tenho fetiches por Servos e uma suuuuper quedinha pelo João
0

#23 Membro offline   Wictor Ortiz

  • Wictor Ortiz
  • Ícone
  • 2851
  • Cargo:Empresário / Teatro Orpheu

Postou 30 agosto 2010 - 05:48

A fome, o frio e a raiva não podiam ser maiores do Wictor já tinham sentido alguma vez na vida. E isso falando-se de um homem que tinha sido tratado miseravelmente por seu pai quando criança, dava noção do quanto desesperado ele estava. Primeiro veio o fato de que sua conta em Gringotes estava sendo vigiada. Depois o fato de que seu esconderijo natural, ou seja, o teatro Orpheu estava agora perdido.

- Tudo por causa daquela maldita. Não entendo porque ainda me preocupo de a levar comigo para a Alemanha.

Já tinha decidido voltar para seu país, onde conhecia pessoas o suficiente para recomeçar. Tinha muito dinheiro lá também, e a perda de seus investimentos na Inglaterra não seria tão preocupante como se sentia no momento. Seu primeiro passo foi voltar à Londres, onde seus sócios de crime lhe providenciaram dinheiro e onde ficar escondido. A despeito de seus conselhos para que saísse da Inglaterra, ele continuou sua investigação sua maior preocupação era mesmo descobrir onde estava Kathe. Uma vez que a tivesse resgatado mais uma vez, ambos partiriam para a Alemanha. Lá com a influência que tinha e no castelo que tinha comprado a alguns anos, ninguém sequer desconfiaria que ela estava ao seu lado.

- Você vai implorar para ficar ao meu lado querida, depois que passar por minha hospitalidade na Alemanha.

Sentado à mesa da sala de jantar de seu sócio, Wictor tomava o café que a empregada tinha lhe servido. Não estava certamente à sua altura, mas calou-se pensando que os dois últimos dias que tinha passado sem se alimentar, lhe tinham ensinado a ser um pouco mais humilde. Foi com dificuldade que segurou-se para não engolir apressadamente o pão que a mulher tinha servido, pensando que ia degradar-se se ela percebesse que estava faminto. Conforme o amigo determinara, ela tinha arrumado roupas para que ele pudesse tomar um banho e indicado um quarto para finalmente adormecer. Mas pelo menos no quesito dormir, ele não aproveitou a hospedagem do sócio. Esperou-se sentado na poltrona perto da lareira, onde conseguiu enfim aquecer-se depois de dois dias dormindo nas ruas. O sócio, chegou tarde na sua casa de subúrbio, mas encontrou-o acordado, embora não esperasse.

- Descobri o nome do auror, é o Stan. E o endereço de sua casa é esse.. Foi logo falando, enquanto entregava o papel.

No que lhe dizia respeito quanto antes Wictor saísse de sua casa melhor. Era seu sócio, mas se esse estava sendo procurado, não queria se envolver com ele mais. Só não negou ajuda porque estava devendo uma enorme quantia, à qual não tinha condições de pagar. Mesmo assim tirou o que pode de dinheiro para lhe entregar, prometendo enviar para o banco da Alemanha, assim que trocasse umas ações. Tinha medo do que Wictor poderia fazer com ele se não lhe pagasse, e lembrava-se ainda muito bem de quando ele tinha matado o outro sócio. Por isso estava ajudando-o.

- Muito obrigado! Agora conseguirei encontrá-la...

Saiu em seguida daquela casa perdida no meio de um bairro paupérrimo. Tinha servido ao seu objetivo, mas não pretendia voltar para lá. Só o que o fez procurar ajuda foi mesmo descobrir o endereço do único homem que sabia onde estava sua esposa.
Imagem
"Os fins justificam os meios" Maquiável
0

#24 Membro offline   Wictor Ortiz

  • Wictor Ortiz
  • Ícone
  • 2851
  • Cargo:Empresário / Teatro Orpheu

Postou 01 setembro 2010 - 03:38

Foram dias de tocaia próximo ao prédio de apartamento do auror. Ele mesmo já estava cansado de manter-se à sombra em um quarto de hotel que ficava próximo à entrada do apartamento. Pelo menos tinha ficado em melhores condições do que na rua, e estava bem alimentado. Seguia o auror, ou alguns de seus antigos funcionários faziam isso. Até aquele dia nada de diferente tinha acontecido. Mas Wictor sentia que seria diferente, desde o primeiro momento em que acordou.

Com cuidado, explicou aos dois homens que o ajudavam na tocaia o que pretendia fazer. E ele mesmo seguiu o auror quando esse saiu de casa. Sentiu a expectativa ser satisfeita ao ver que ele não estava dirigindo-se para o ministério. E calmamente, viu com cuidado quando o homem por ele instruído, trombar no auror, deixando um localizador em sua roupa. Assim, quando ele aparatou, próximo à entrada do Ministério, ele pode continuar seguindo-o na tela mágica ligada ao localizador. O instrumento era bem parecido com um GPS, mas ao contrário do instrumento trouxa, tinha um alcance maior do alvo, além de indicar com clareza as coordenadas. Quando o ponto luminoso apareceu na tela, ele indicou para os dois homens. O local que deveriam aparatar, e os três desapareceram em alguns segundos. Deixando o local em que estava com uma estranha energia, indicativo certamente de algo de muito violento iria acontecer em pouco tempo.
Imagem
"Os fins justificam os meios" Maquiável
0

  • (2 Páginas)
  • +
  • 1
  • 2
  • Novo tópico
  • Responder

2 usuário(s) está(ão) lendo este tópico
0 membro(s), 2 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)